Nathor pela Campanha Maio Amarelo

O mês de maio se veste de amarelo, representando a campanha anual de conscientização para segurança e respeito no trânsito.

Todos merecem respeito, sendo pedestres, ciclistas, motoristas, motociclistas, deficientes, idosos ou crianças.

E é responsabilidade de cada indivíduo zelar pela sua segurança e pelo bem estar do próximo.

Precisamos nos atentar a um conjunto de ações para buscar um patamar ideal.

Governantes são responsáveis por manter as vias sinalizadas adequadamente e em boas condições de tráfego (e todos somos responsáveis por cobrar estas ações).

Motoristas tem responsabilidade sobre sua condução, por dar prioridade aos indivíduos mais sensíveis (como pedestres e ciclistas), assim como precisam se atentar às condições do veículo e suas manutenções. Em vias deterioradas ou com pouca visão, pede-se que se reduza a velocidade e redobre a atenção.

Agentes não motorizados, também são responsáveis por sua movimentação e por usar equipamentos de proteção e sinalização adequados.

 

Conforme o site oficial da campanha Maio Amarelo, de 2011 a 2015, foram registradas 210 mil vítimas fatais.

As estatísticas são assustadoras:

Mais de 38 mil pessoas morrem por ano no transito brasileiro;

Mais de 12 mil são motociclistas;

A cada 1 minuto, 1 vítima de acidente de trânsito fica sequelada;

105 pessoas por dia se tornam vítimas fatais;

4 delas são crianças;

6900 pedestres morreram em 2015;

1311 ciclistas morreram no período de um ano.

 

Especificamente sobre a bicicleta, o Código de Trânsito Brasileiro, já possui artigos que abrangem esta categoria, defendendo situações como:

Veículos motorizados devem guardar a distância lateral de 1,5m ao ultrapassar ciclistas (Art. 201) e deve reduzir a velocidade enquanto o faz (Art. 220).

Antes de entrar em uma rua, o condutor deverá ceder passagem aos ciclistas (Art. 38).

Quando não houver ciclovia, a circulação de bicicletas deverá ocorrer nos bordos da pista, no mesmo sentido de circulação e com preferência sobre os veículos automotores (Art. 58).

 

Confira 5 dicas para você que vai de bicicleta:

E por que não, 5 dicas para reforçar os cuidados para você que vai de carro?

Fonte: http://estudio.folha.uol.com.br/projetociclos/2017/02/1857250-vai-de-bike-ou-de-carro.shtml

Infografia: Mario Kanno

 

Acompanhe as nossas redes sociais e compartilhe os materiais da campanha com a #NósSomosoTrânsito para alcançarmos o maior número de pessoas!

COMMENTS (2)

okcana says:

Thank you for this post. Its very inspiring.

Customwritingservice says:

Thank you ever so for you post.Much thanks again.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *